Crise hídrica e venda de estatais compromete mudança para energias renováveis

Crise hídrica e venda de estatais compromete mudança para energias renováveis

 

O Brasil é um dos países no mundo com maior potencial de geração de energia limpa e sustentável. Ensolarado, cheio de recursos naturais, com experiência no campo de biocombustíveis e com um patrimônio natural que, caso bem gerido, pode nos tornar a maior potência em geração de energia limpa do mundo, temos tudo para ser um dos maiores expoentes mundiais na geração de energias limpas.

Hoje a soma de hidráulica, cana, lenha e carvão vegetal e outras renováveis totalizam 46,2% de nossa matriz, quase a metade, enquanto na média mundial esse número cai para 13,8%.

Mas esse caminho está cada vez mais longo e difícil no governo Bolsonaro.

Além das queimadas recordes na Amazônia e do impacto da expansão da pecuária, a ausência de planejamento energético e a crise hídrica que assola muitos estados do país tornou o cenário atual ainda mais preocupante.

Para evitar um apagão do fornecimento elétrico, o país se vê obrigado a usar suas usinas termelétricas que funcionam a partir de gás natural – uma energia mais suja (mais poluente) em comparação à hidrelétrica.

Em vez de caminhar para frente nas demandas do século XXI, o país se encontra cada vez mais dependente de um passado que não se adequa às necessidades atuais.

 

No atual governo, Petrobrás deixa de lado investimentos em energias renováveis

A Petrobras tem atualmente uma participação na geração de energia de 9,6 GW de capacidade, principalmente de combustível fóssil e gás natural, mas também tem 104 MW de capacidade de energia eólica operacional, uma usina fotovoltaica experimental de 1 MW e interesse em biocombustíveis.

Seguindo as decisões de Bolsonaro, em vez de aumentar os investimentos nessas áreas nas quais a estatal já atua, a Petrobras está reduzindo a sua participação na produção de energias limpas e renováveis, focando apenas na venda de ativos e na venda de petróleo cru.

A decisão de não investir em renováveis ​​se soma a declarações e ações do governo Bolsonaro contra investimentos para ajudar a controlar o aquecimento global. O foco é vender tudo o mais rápido possível e não pensar nem no futuro do Brasil, nem dos brasileiros, e nem do planeta.

O plano total de “desinvestimento” (na prática, privatização) de ativos e refinarias da Petrobras é estimado em 15 bilhões de dólares, dos quais 13 bilhões devem ser concluídos ainda este ano.

Tudo com o argumento de focar no curto prazo (liquidar o máximo antes que o governo atual acabe), sem um projeto estratégico para o futuro do país ou mesmo cumprindo com os compromissos assumidos na agenda ambiental mundial.

E quem lucra com isso mesmo? Com certeza não são os brasileiros, mas sim o mercado privado (nacional e, principalmente, internacional) e aqueles que irão ganhar dinheiro intermediando as privatizações.

Somente com a manutenção de uma Petrobras pública, com investimentos nas energias do futuro, poderá se preservar uma empresa tão lucrativa e estratégica para o país.

Sem o controle estatal dos nossos recursos essenciais estamos destinados a voltar a usar lenha, se sobrar depois de tantas queimadas, como muitos brasileiros hoje se veem obrigados a usar novamente.

 

Compartilhe a nossa campanha no Facebook

Siga-nos no Instagram

Passado, Presente e Futuro: A Petrobras é tudo isso e muito mais

O Brasil está “quebrado”? Só se for por causa do sistema financeiro
O Brasil está “quebrado”? Só se for por causa do sistema financeiro
Ao assistir um telejornal, ou abrir uma reportagem em algum portal de notícias na internet, quando o assunto for economia, preste bem atenção. É quase certo que haverá alguma menção...
Como a Lava Jato foi usada para quebrar a Petrobras
Como a Lava Jato foi usada para quebrar a Petrobras
Em 2014, a Operação Lava Jato chegou à Petrobras para investigar indícios de esquemas de corrupção que supostamente envolveriam empreiteiras, fornecedores, políticos, agentes de lavagem de dinheiro e altos escalões...
A gasolina está ficando mais cara? Prepare-se porque ela vai ficar ainda mais
A gasolina está ficando mais cara? Prepare-se porque ela vai ficar ainda mais
No dia a dia vemos diversos comentários de um pessoal que alega que privatizando a Petrobras a gasolina ficaria mais barata. Não precisamos de muito esforço muito para descobrir o...