Se a Petrobras cresce, o Brasil cresce com ela

A Petrobras faz hoje o que nenhuma grande empresa do ramo de petróleo e gás mundo está fazendo: vender peças importantes que fazem a sua engrenagem e a economia do país funcionar.

Quem acompanha a trajetória da companhia nos últimos 20 anos, sabe como ela cresceu e como o Brasil se desenvolveu junto com a estatal. Mas quando uma empresa do porte da Petrobras se desfaz de plataformas, campos terrestres e refinarias, ela não perde apenas a sua força produtiva. Está se desfazendo também de empregos e renda para milhões de famílias brasileiras.

A privatização destruiria décadas de fortalecimento social e econômico. Vamos mostrar para você como isso afetará a geração de empregos no Brasil.

 

Como a Petrobras cresceu?

Em 2002, o valor de mercado da Petrobras era US$ 15,5 bilhões. Em 2014, ela alcançou US$ 104,9 bilhões. Um crescimento de 700%!

Isso aconteceu porque os governos fizeram grandes investimentos que, inclusive, levaram à descoberta e à corajosa exploração do Pré-sal.

Nesse período, a estatal se tornou uma das maiores empresas do ramo no mundo, alavancou o setor de óleo e gás (que chegou a contribuir com 13% do Produto Interno Bruto – PIB) no Brasil e fez o nosso país se tornar uma das maiores economias do planeta.

Essa atuação beneficiou também toda uma imensa cadeia produtiva. A companhia fez com que as empresas prestadoras de serviço aumentassem e crescessem juntas. No fim da década de 90, a Petrobras contava com 1,8 mil fornecedores. Esse número saltou para 12,7 mil empresas parceiras que empregam 535 trabalhadores em média, contra 176 do mercado (não-fornecedores).

Além disso, essas fornecedoras pagam 80% a mais aos seus trabalhadores em relação aos não- fornecedores.

A empresa planejava contratar, de 2014 a 2020, vários navios de grande porte, navios-tanque, plataformas e sondas. Seriam US$ 220,6 bilhões investidos nas indústrias de construção civil e naval, gerando milhares de empregos para auxiliar a Petrobras nesse crescimento.

 

Como estão tentando derrubar a Petrobras?

Desde que Michel Temer assumiu a Presidência da República, em 2016, a Petrobras reduziu investimentos em setores importantes e a Operação Lava-Jato (agora sabe-se que era uma operação política que fingia combater a corrupção) também contribuiu mais com o enfraquecimento da companhia (inclusive para beneficiar interesses estrangeiros – outra revelação a partir de ).

No governo de Jair Bolsonaro, a companhia tem deixado de atuar em várias frentes, perdendo uma de suas principais características: com as vendas da BR Distribuidora e das transportadoras de gás, está deixando de ser uma empresa que atua “do poço ao posto”.

Além disso, o ministro da Economia, Paulo Guedes, quer vender a qualquer custo os blocos do Pré-sal, além de oito das 13 refinarias do país, tudo a preços baixíssimos.

A Petrobras é referência na produção de ciência, tecnologia e produtos renováveis, como o biodiesel, é recordista em impostos pagos e é responsável pela descoberta do Pré-sal, que coloca o Brasil entre as principais potências mundiais do setor.

Cada investimento que a companhia faz é convertido em oportunidades de empregos, renda e bem-estar para os brasileiros.

Por tudo isso, a Petrobras precisa continuar sendo estatal. Ela é a garantia de um futuro melhor para o Brasil e para os brasileiros.

 

Compartilhe a nossa campanha no Facebook

Siga-nos no Instagram

Passado, Presente e Futuro: A Petrobras é tudo isso e muito mais

Manter a Petrobras estatal é pensar em segurança ambiental
Manter a Petrobras estatal é pensar em segurança ambiental
O petróleo é naturalmente setor que traz riscos ao meio-ambiente. No entanto o trabalho sério de prevenção de riscos pode reduzir os impactos causados pela exploração do petróleo e gás....
Política de preços dos combustíveis que desencadeou greve dos caminhoneiros em 2018 segue intacta
Política de preços dos combustíveis que desencadeou greve dos caminhoneiros em 2018 segue intacta
Em maio de 2018, caminhoneiros em todo o Brasil fizeram uma greve de 11 dias. Entre as reivindicações dos grevistas, estava a redução do preço do diesel, que elevava o...
11 curiosidades sobre a atuação da Petrobras
11 curiosidades sobre a atuação da Petrobras
Fundada em 1953, a Petrobras é uma das maiores empresas públicas do mundo. Desde os seus primórdios, a estatal é sinônimo de desenvolvimento, tecnologia, inovação e soberania para o Brasil....